Clique aqui para obter uma tradução automática do texto seguinte.
Tanya Hristova nomeada nova presidente da Comissão SEDEC  

Tanya Hristova (BG - PPE), presidente do município de Gabrovo, foi eleita nova presidente da Comissão SEDEC do Comité das Regiões Europeu (CR), a assembleia da UE dos municípios e das regiões. A Comissão SEDEC – Comissão da Política Social, Educação, Emprego, Investigação e Cultura – é uma das seis comissões temáticas do CR.

Tanya Hristova, membro do Comité das Regiões Europeu desde 2012, sucede a José Ignacio Ceniceros, antigo presidente do Governo da Comunidade Autónoma da Rioja (Espanha).

Nascida em 1971, Tanya Hristova é presidente do município de Gabrovo desde 2011 e lidera a delegação búlgara no CR. Trabalhou também como chefe do Gabinete Político do Ministério dos Fundos Europeus da Bulgária de 2010 a 2011. Tanya Hristova é o primeiro membro búlgaro eleito para uma posição de liderança no Comité das Regiões Europeu.

«A Comissão SEDEC dirige os trabalhos do Comité das Regiões Europeu em muitos domínios importantes para a vida quotidiana dos cidadãos europeus. Empenhamo - nos, nomeadamente, em assegurar o progresso social em todas as regiões da UE, garantir a igualdade de oportunidades para todos, combater a fuga de cérebros e as lacunas de competências, bem como colmatar o fosso digital e de inovação na Europa. Enquanto dirigentes locais e regionais podemos mostrar o caminho a seguir. O meu município, Gabrovo, é um bom exemplo do quanto a digitalização e a inovação podem melhorar a produtividade e o nível de vida», afirmou Tanya Hristova.

Na primeira reunião presidida por Tanya Hristova, os membros da Comissão SEDEC debateram os desafios de caráter local e regulamentar colocados pelo trabalho nas plataformas digitais. Este assunto é objeto de um projeto de parecer elaborado por Dimitrios Birmpas (EL - PSE), membro do Conselho Municipal de Egaleo. O parecer preconiza a elaboração de orientações claras a nível europeu para melhorar as condições de trabalho dos trabalhadores destas plataformas e combater práticas abusivas como o falso trabalho por conta própria.

«Uma regulamentação harmonizada do trabalho nas plataformas digitais criará condições de concorrência equitativas entre a economia tradicional e a economia das plataformas digitais e ajudará a combater o dumping social», argumenta Dimitrios Birmpas no parecer, que será adotado na reunião plenária do CR de dezembro.

Contacto:

Lauri Ouvinen

Tel. +32 22822063

lauri.ouvinen@cor.europa.eu